A PUREZA DO MEU AMOR PELA SANDRA ANNENBERG – caso eu deixe esta dimensão, saibam disso:

 

Queria dizer, pra deixar as coisas bem claras diante de certas pessoas maldosas, que estou emagrecendo e chorando por qualquer coisa, e dizem que isso é “estar apaixonado”, quando não é nada disso, não é assim em meu planeta-origem!

 

Isso que tá ocorrendo comigo se chama ‘Saudades de ver Krishna’, pois é igual ao que sinto pelo meu filho: um Amor imenso, já que vejo o Supremo Senhor nele!

 

Quando durmo com ele agarradinho, acordo outra pessoa, revigorado e felicíssimo…

 

Este imenso Amor, de surpresa, me pegou ao ver uma terráquea, divindade materializada: Sandra Annenberg.

 

Interplanetária…

 

Lá em FESTIVAL DA TAILÂNDIA é como se estivesse a foto dela, e não daquela chinesinha: https://marconunez.wordpress.com/2008/11/21/

 

A Foto em minha Cabeceira é a do Meu Filhinho, e nesta mesma foto vejo ela, e é mais uma das FOTOGRAFIAS onde vejo também, sempre presente, O Supremo Senhor Krishna!

 

A Música que nem eu sei porquê me faz lembrar direitinho o Amor pelo meu Filho, e a ouvia em minha mente quando eu pensava que nunca mais o veria na vida… é NOSSOS MOMENTOS – “Momentos são iguais aqueles em que eu te amei. Momentos meus, que foram teus…” – e o via correndo, pequenininho, na Lagoa Rodrigo de Freitas, se divertindo.

 

A Música que “lembra” meu Amor pela Sandra é a que já sabem: FOTOGRAFIA.

 

Ou seja, são coisas puras, momentos de pureza… Não vejam nenhuma maldade nisso!

 

Beijos,

 

 

Ma_Nu_

Anúncios